OS EXEMPLARES ADQUIRIDOS DURANTE A PRÉ-VENDA SERÃO ENVIADOS A PARTIR DE 28 DE OUTUBRO DE 2019.

SINOPSE DA OBRA
Nas vinte histórias que compõem este livro, Liliane Prata traça um panorama atual e corajoso das relações – e das tensões – entre mulheres e homens. Privilegiando o ponto de vista feminino e alternando entre momentos de ternura enternecedora e de crueza absoluta, as narrativas sempre surpreendem, em textos urbanos e intensos, ora nervosos, ora líricos, ora repletos de humor. Os personagens vivem os mais diversos conflitos, e neles podemos facilmente reconhecer amigas e amigos, mães e pais, filhas e filhos e até a nós mesmos.

As temáticas dos contos são universais e inseridas no contexto urbano brasileiro, e a dificuldade de se relacionar anda lado a lado com o cansaço típico da nossa época, a angústia, a fragilidade psíquica, a dificuldade de ouvir o outro. Crises de ansiedade, depressão, burnout, transtorno alimentar, idas frequentes ao psicólogo e consultas no Google são comuns entre os personagens, que oscilam entre excesso de informação do mundo e falta de conhecimento de si mesmos; entre a raiva e a mágoa e a vontade de viver, amar e receber amor.

Ela queria amar, mas estava armada é um fascinante mergulho na pluralidade feminina, um convite ao autoconhecimento e à possibilidade de nos colocar no lugar do outro e entender melhor os sentimentos, os sonhos e os temores que, no fundo, são comuns a todos nós.
 

ELOGIOS
“Uma coleção de histórias de amor nada exemplares — tortas, errantes, desajeitadas. Liliane Prata reúne contos que poderiam ser relatos cotidianos de encontros e desencontros sobretudo entre casais, mas também entre mães, pais, filhas. Sua escrita parece guiada pelo desejo de investigar, sem distanciamento e neutralidade, como se dão os vínculos de afeto na contemporaneidade.” – Fabiane Secches, psicanalista e doutoranda em Teoria Literária e Literatura Comparada na USP.

“O amor é encarado neste livro como um dom de reencontro com o outro. Sabemos que, no fundo, todo bom encontro é um reencontro, mas apenas depois da crise e do atravessamento da própria solidão isso se torna possível. É claro, para mim, que este livro elabora não só uma suave crítica do pensamento binário e anti-homem, como propõe uma reconciliação através da escuta interna em que se dá uma trégua.” – Marcelo Ariel, poeta e crítico.
 

SOBRE A AUTORA
Liliane Prata é jornalista e escritora. Já foi editora de comportamento das revistas Capricho e Claudia, da Editora Abril, e atualmente trabalha como autônoma, escrevendo e dando cursos. Esse é seu nono livro de ficção, sendo o primeiro de contos. Pela Editora Instante, também lançou seu livro de não ficção, O mundo que habita em nós: reflexões filosóficas e literárias para tempos (in)tensos. A autora compartilha suas reflexões no Instagram @liliprata, no youtube.com/canaldalili e no podcast Proibido Fritar Pastel.

Título: Ela queria amar, mas estava armada
Autora: Liliane Prata
Editora: Instante
ISBN: 978-85-52994-17-6
Formato: 13,5 cm x 20,5 cm
Número de páginas: 224
Edição: 1a
Ano de lançamento: 2019
Preço de capa: R$ 44,90

Ela queria amar, mas estava armada é uma publicação da Editora Instante.

Ela queria amar, mas estava armada
R$44,90
Frete grátis
Quantidade
Ela queria amar, mas estava armada R$44,90

OS EXEMPLARES ADQUIRIDOS DURANTE A PRÉ-VENDA SERÃO ENVIADOS A PARTIR DE 28 DE OUTUBRO DE 2019.

SINOPSE DA OBRA
Nas vinte histórias que compõem este livro, Liliane Prata traça um panorama atual e corajoso das relações – e das tensões – entre mulheres e homens. Privilegiando o ponto de vista feminino e alternando entre momentos de ternura enternecedora e de crueza absoluta, as narrativas sempre surpreendem, em textos urbanos e intensos, ora nervosos, ora líricos, ora repletos de humor. Os personagens vivem os mais diversos conflitos, e neles podemos facilmente reconhecer amigas e amigos, mães e pais, filhas e filhos e até a nós mesmos.

As temáticas dos contos são universais e inseridas no contexto urbano brasileiro, e a dificuldade de se relacionar anda lado a lado com o cansaço típico da nossa época, a angústia, a fragilidade psíquica, a dificuldade de ouvir o outro. Crises de ansiedade, depressão, burnout, transtorno alimentar, idas frequentes ao psicólogo e consultas no Google são comuns entre os personagens, que oscilam entre excesso de informação do mundo e falta de conhecimento de si mesmos; entre a raiva e a mágoa e a vontade de viver, amar e receber amor.

Ela queria amar, mas estava armada é um fascinante mergulho na pluralidade feminina, um convite ao autoconhecimento e à possibilidade de nos colocar no lugar do outro e entender melhor os sentimentos, os sonhos e os temores que, no fundo, são comuns a todos nós.
 

ELOGIOS
“Uma coleção de histórias de amor nada exemplares — tortas, errantes, desajeitadas. Liliane Prata reúne contos que poderiam ser relatos cotidianos de encontros e desencontros sobretudo entre casais, mas também entre mães, pais, filhas. Sua escrita parece guiada pelo desejo de investigar, sem distanciamento e neutralidade, como se dão os vínculos de afeto na contemporaneidade.” – Fabiane Secches, psicanalista e doutoranda em Teoria Literária e Literatura Comparada na USP.

“O amor é encarado neste livro como um dom de reencontro com o outro. Sabemos que, no fundo, todo bom encontro é um reencontro, mas apenas depois da crise e do atravessamento da própria solidão isso se torna possível. É claro, para mim, que este livro elabora não só uma suave crítica do pensamento binário e anti-homem, como propõe uma reconciliação através da escuta interna em que se dá uma trégua.” – Marcelo Ariel, poeta e crítico.
 

SOBRE A AUTORA
Liliane Prata é jornalista e escritora. Já foi editora de comportamento das revistas Capricho e Claudia, da Editora Abril, e atualmente trabalha como autônoma, escrevendo e dando cursos. Esse é seu nono livro de ficção, sendo o primeiro de contos. Pela Editora Instante, também lançou seu livro de não ficção, O mundo que habita em nós: reflexões filosóficas e literárias para tempos (in)tensos. A autora compartilha suas reflexões no Instagram @liliprata, no youtube.com/canaldalili e no podcast Proibido Fritar Pastel.

Título: Ela queria amar, mas estava armada
Autora: Liliane Prata
Editora: Instante
ISBN: 978-85-52994-17-6
Formato: 13,5 cm x 20,5 cm
Número de páginas: 224
Edição: 1a
Ano de lançamento: 2019
Preço de capa: R$ 44,90

Ela queria amar, mas estava armada é uma publicação da Editora Instante.