Morrer de amor e continuar vivendo: São 64 histórias em quadrinhos que expõem de maneira sensível a complexidade das relações humanas – em especial as amorosas –, abordando temas difíceis e muito atuais, como relacionamentos abusivos, dependência emocional e pressões sociais, sobre os quais é preciso refletir e discutir.

Ela queria amar, mas estava armada: Nas vinte histórias que compõem este livro, Liliane Prata traça um panorama atual e corajoso das relações – e das tensões – entre mulheres e homens. Privilegiando o ponto de vista feminino e alternando entre momentos de ternura enternecedora e de crueza absoluta, as narrativas sempre surpreendem, em textos urbanos e intensos, ora nervosos, ora líricos, ora repletos de humor. Os personagens vivem os mais diversos conflitos, e neles podemos facilmente reconhecer amigas e amigos, mães e pais, filhas e filhos e até a nós mesmos.
     As temáticas dos contos são universais e inseridas no contexto urbano brasileiro, e a dificuldade de se relacionar anda lado a lado com o cansaço típico da nossa época, a angústia, a fragilidade psíquica, a dificuldade de ouvir o outro. Crises de ansiedade, depressão, burnout, transtorno alimentar, idas frequentes ao psicólogo e consultas no Google são comuns entre os personagens, que oscilam entre excesso de informação do mundo e falta de conhecimento de si mesmos; entre a raiva e a mágoa e a vontade de viver, amar e receber amor.
     Ela queria amar, mas estava armada é um fascinante mergulho na pluralidade feminina, um convite ao autoconhecimento e à possibilidade de nos colocar no lugar do outro e entender melhor os sentimentos, os sonhos e os temores que, no fundo, são comuns a todos nós.

Para saber mais sobre cada um dos livros e ler um trecho de cada obra, visite as páginas de Morrer de amor e continuar vivendo e de Ela queria amar, mas estava armada.

SOBRE AS AUTORAS
Lorena Kaz
 é carioca, artista gráfica e ilustradora, formada em desenho industrial pela PUC-Rio. É autora de várias ilustrações para o jornal Folha de S.Paulo, revistas, livros infantis e didáticos. Atualmente vive em São Paulo e divide seu tempo entre a ilustração de livros didáticos e os projetos pessoais, como as páginas do Facebook “Uma lhama por dia”, que deu origem ao livro “Uma lhama no cinema” (Editora Conrad), e “Projeto Morrer de Amor – Apoio Emocional”, hoje com mais de 180 mil seguidores, onde ela compartilha suas experiências sobre dependência emocional.

Liliane Prata é jornalista e escritora. Já foi editora de comportamento das revistas Capricho e Claudia, da Editora Abril, e atualmente trabalha como autônoma, escrevendo e dando cursos. Esse é seu nono livro de ficção, sendo o primeiro de contos. Pela Editora Instante, também lançou seu livro de não ficção, O mundo que habita em nós: reflexões filosóficas e literárias para tempos (in)tensos. A autora compartilha suas reflexões no Instagram @liliprata, no youtube.com/canaldalili e no podcast Proibido Fritar Pastel.

ESPECIFICAÇÕES TÉCNICAS
Título: Morrer de Amor e Continuar Vivendo
Autor: Lorena Kaz
Editora: Instante / Amora
ISBN: 978-85-93421-00-6
Formato: 20,5 cm x 27,5 cm
Número de páginas: 72
Edição: 1a
Ano de lançamento: 2017

ESPECIFICAÇÕES TÉCNICAS
Título: Ela queria amar, mas estava armada
Autora: Liliane Prata
Editora: Instante
ISBN: 978-85-52994-17-6
Formato: 13,5 cm x 20,5 cm
Número de páginas: 224
Edição: 1a
Ano de lançamento: 2019
Preço de capa: R$ 44,90

Morrer de amor e continuar vivendo e Ela queria amar, mas estava armada são publicações da Editora Instante.

Combo - Amores Intensos

R$79,90
Frete grátis
Combo - Amores Intensos R$79,90

Morrer de amor e continuar vivendo: São 64 histórias em quadrinhos que expõem de maneira sensível a complexidade das relações humanas – em especial as amorosas –, abordando temas difíceis e muito atuais, como relacionamentos abusivos, dependência emocional e pressões sociais, sobre os quais é preciso refletir e discutir.

Ela queria amar, mas estava armada: Nas vinte histórias que compõem este livro, Liliane Prata traça um panorama atual e corajoso das relações – e das tensões – entre mulheres e homens. Privilegiando o ponto de vista feminino e alternando entre momentos de ternura enternecedora e de crueza absoluta, as narrativas sempre surpreendem, em textos urbanos e intensos, ora nervosos, ora líricos, ora repletos de humor. Os personagens vivem os mais diversos conflitos, e neles podemos facilmente reconhecer amigas e amigos, mães e pais, filhas e filhos e até a nós mesmos.
     As temáticas dos contos são universais e inseridas no contexto urbano brasileiro, e a dificuldade de se relacionar anda lado a lado com o cansaço típico da nossa época, a angústia, a fragilidade psíquica, a dificuldade de ouvir o outro. Crises de ansiedade, depressão, burnout, transtorno alimentar, idas frequentes ao psicólogo e consultas no Google são comuns entre os personagens, que oscilam entre excesso de informação do mundo e falta de conhecimento de si mesmos; entre a raiva e a mágoa e a vontade de viver, amar e receber amor.
     Ela queria amar, mas estava armada é um fascinante mergulho na pluralidade feminina, um convite ao autoconhecimento e à possibilidade de nos colocar no lugar do outro e entender melhor os sentimentos, os sonhos e os temores que, no fundo, são comuns a todos nós.

Para saber mais sobre cada um dos livros e ler um trecho de cada obra, visite as páginas de Morrer de amor e continuar vivendo e de Ela queria amar, mas estava armada.

SOBRE AS AUTORAS
Lorena Kaz
 é carioca, artista gráfica e ilustradora, formada em desenho industrial pela PUC-Rio. É autora de várias ilustrações para o jornal Folha de S.Paulo, revistas, livros infantis e didáticos. Atualmente vive em São Paulo e divide seu tempo entre a ilustração de livros didáticos e os projetos pessoais, como as páginas do Facebook “Uma lhama por dia”, que deu origem ao livro “Uma lhama no cinema” (Editora Conrad), e “Projeto Morrer de Amor – Apoio Emocional”, hoje com mais de 180 mil seguidores, onde ela compartilha suas experiências sobre dependência emocional.

Liliane Prata é jornalista e escritora. Já foi editora de comportamento das revistas Capricho e Claudia, da Editora Abril, e atualmente trabalha como autônoma, escrevendo e dando cursos. Esse é seu nono livro de ficção, sendo o primeiro de contos. Pela Editora Instante, também lançou seu livro de não ficção, O mundo que habita em nós: reflexões filosóficas e literárias para tempos (in)tensos. A autora compartilha suas reflexões no Instagram @liliprata, no youtube.com/canaldalili e no podcast Proibido Fritar Pastel.

ESPECIFICAÇÕES TÉCNICAS
Título: Morrer de Amor e Continuar Vivendo
Autor: Lorena Kaz
Editora: Instante / Amora
ISBN: 978-85-93421-00-6
Formato: 20,5 cm x 27,5 cm
Número de páginas: 72
Edição: 1a
Ano de lançamento: 2017

ESPECIFICAÇÕES TÉCNICAS
Título: Ela queria amar, mas estava armada
Autora: Liliane Prata
Editora: Instante
ISBN: 978-85-52994-17-6
Formato: 13,5 cm x 20,5 cm
Número de páginas: 224
Edição: 1a
Ano de lançamento: 2019
Preço de capa: R$ 44,90

Morrer de amor e continuar vivendo e Ela queria amar, mas estava armada são publicações da Editora Instante.